Dicas – Rails no Windows

Vou compartilhar com vocês algumas dicas simples porém úteis para quem está começando, que me ajudou no começo e pode ser útil para você também.

4 Dicas para rodar Rails no Windows

1. A primeira coisa que você deve saber é que alguns Plugins e Gems  podem não funcionar no Windows.

2. Você pode fazer a instalação do ambiente com o fantástico Rails Installer da Engine Yard, ele vem com a versão mais atual do Ruby e instala também em suas versões mais atuais: Rails, Bundler, Git, SQLite, TinyTDS, SQL Server Support, e Devkit, este último sendo o responsável por fazer boa parte das Gems “incompatíveis” funcionarem no Windows.

3. Existem IDE’s, mas a grande maioria dos desenvolvedores preferem um simples editor de texto (a casadinha Terminal + Editor costuma ser mais ágil), eu recomendo o Komodo Edit.

4. Também é legal que você tenha um bom Terminal, neste caso recomento o Console, este pequeno aplicativo dá um verdadeiro banho no Prompt de Comando do Windows, o grande destaque é o suporte a Abas e eu particularmente gosto muito de habilitar a transparência da janela.

Performance do Rails no Windows

A performance no Rails no Windows não é a mesma que rodar Rails diretamente no Linux, mas nada que você deva se preocupar. Se você não tem nenhum impedimento tente usar Linux, os generators do Rails são executados mais rápidos.

Este ambiente está pronto para trabalhar com apenas 1 versão do Ruby, caso tenha a necessidade de trabalhar com versões diferentes no Windows experimente o Pik.

É possível rodar Rails no Windows!

É possível SIM desenvolver com Rails no Windows, nós na WHC trabalhamos inclusive com estações Windows e estações Linux ao mesmo tempo, com alguns cuidados isso não nos aborrece nem um pouco. Além disso temos empresas como a Engine Yard trabalhando para difundir o uso do Rails no Windows, com isso só quem tem a ganhar somos nós, que temos mais opções e a popularização do Framework.

Comentarios

comentarios